Quantidade de Páginas visitadas

1. APRESENTAÇÃO

1.1 Identificação

        As atividades do Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos de União da Vitória iniciaram em 1986, ofertando o 1º Grau correspondente a 5ª a 8ª série e exames de equivalência autorizado pela Resolução nº 5.126/86, de 28 de novembro de 1986, denominado Núcleo Avançado de Estudos Supletivos de União da Vitória. Nesta época, uma das salas da Prefeitura Municipal de União da Vitória, situada na Praça Coronel Amazonas foi cedida para que neste local ocorresse o funcionamento do NAES.
Algum tempo depois, em virtude da demanda de alunos, o espaço tornou-se insuficiente, e assim mudou-se para um prédio alugado situado a Rua Carlos Cavalcanti, 470. Mais tarde, pela Resolução 2218/92, o domicílio do Núcleo Avançado de Estudos Supletivos de União da Vitória foi transferido para a Rua Senador Salgado Filho, 555 onde passou a utilizar determinadas salas de aula da Escola Municipal Vitória Fernandes.
O ensino correspondente as quatro primeiras séries do 1º grau foi implantado em 1990, pelo parecer nº 37/89 – CEE, em regime de matrícula por disciplina.
Conforme a Resolução nº 2030/96, a partir de 14 de maio de 1996, transformou-se em CES – Centro de Estudos Supletivos de União da Vitória, recebendo autorização para ofertar o 2º Grau – função Suplência de Educação Geral.
O curso de 1º Grau Supletivo – função Suplência de Educação Geral, foi reconhecido em 08 de maio de 1998, pela Resolução número 1008/98. Na mesma data o 2º Grau Supletivo – função Suplência de Educação Geral foi reconhecido pela resolução nº 1009/98.
No mesmo ano, conforme a Resolução de 11 de setembro de 1998, sua denominação passou a ser CEAD – Centro de Educação Aberta Continuada à distância.
Pela Resolução nº 4561/99 de 2 de janeiro de 2000, passou a ser denominado CEEBJA – Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos.
Com a LDBEN nº 9394/96, a Educação de Jovens e Adultos alcançou maior importância, aparecendo com mais vigor no cenário educacional, exigindo regularização específica.
As transformações políticas, econômicas, sociais e culturais da sociedade brasileira nos últimos anos geraram a necessidade de rever a proposta em vigor, a qual priorizava o desenvolvimento de competências e habilidades. Educadores de todo o Paraná, envolvidos com a EJA, participaram de vários encontros, seminários, cursos de capacitação, debates, reflexões individuais e coletivas, grupos de estudos, contribuindo para a nova organização do currículo da EJA para as escolas estaduais.
No decorrer de 2003 aconteceram os primeiros encontros com educadores da EJA em Curitiba, promovidos pelo DEJA – Departamento de Educação de Jovens e Adultos - sendo que as professoras Cilse Maria Jaskiu, Iraci Cecília Nogara Kurten e Márcia Regina Stratmann Cordeiro foram as mediadoras entre este estabelecimento de ensino e o departamento. Estas professoras estudavam nos encontros, traziam os temas para que os mesmos fossem discutidos na escola e encaminhavam as conclusões ao departamento. Através de questionamentos, debates, entrevistas entre outros, pôde-se verificar o perfil dos educandos e educadores da EJA, fundamental para a construção da nova proposta, a qual apresenta como eixos articuladores do currículo: cultura, trabalho e tempo.
A partir de 2006, na redefinição da Proposta Pedagógico-Curricular da EJA, da Rede Estadual de Educação, a oferta da educação de jovens e adultos é presencial, contemplando o total da carga horária estabelecida na legislação vigente – 1200h – (Deliberação nº 06/05 – CEE), nos níveis de Ensino Fundamental – Fase II e do Ensino Médio, com avaliação no processo.
Este estabelecimento oferta o Ensino Fundamental – Fase II e Ensino Médio, atendendo ao disposto nas Constituições Federal e Estadual e na Lei nº 9394/96, que no artigo 37 determina que a Educação de Jovens e Adultos seja destinada àqueles que não tiveram acesso ou continuidade de estudos na idade própria.
Além do atendimento neste estabelecimento ocorrem também as “Ações Pedagógicas Descentralizadas” – APEDs, as quais são organizadas conforme Instrução nº 007/2007 – SUED/SEED.
No CEEBJA, a matrícula é feita por disciplina e ao fazê-la, o aluno pode optar por freqüentar as aulas na organização individual ou coletiva, ficando a critério do mesmo escolher a maneira que melhor se adapte as suas condições e necessidades. A organização coletiva é programada pela escola e oferecida aos educandos por meio de um cronograma que estipula o período, dia e horário das aulas, com previsão de início e término de cada disciplina. A mediação pedagógica ocorre priorizando o encaminhamento dos conteúdos de forma coletiva, na relação professor-educandos e considerando os saberes adquiridos na história de vida de cada um.
Na organização individual o aluno observará o cronograma no qual está estipulado o período, dias e horário das aulas e freqüentará de acordo com suas possibilidades. Este atendimento contempla mais intensamente a relação pedagógica personalizada e o ritmo próprio do educando, nas suas condições de vinculação à escolarização e saberes já apropriados, sendo que a matrícula pode ser feita em qualquer período do ano letivo.
Operários, comerciários, trabalhadores da construção civil, trabalhadores informais, donas de casa, empregadas domésticas, aposentados e desempregados somam a maioria dos educandos desta escola. Estes devem ser entendidos como sujeitos com diferentes experiências de vida e que, em algum momento, tiveram que se afastar da escola devido a fatores sociais, econômicos, políticos e/ou culturais. Entre esses fatores, destaca-se o ingresso prematuro no mundo do trabalho, a evasão ou a repetência escolar.
A educação de jovens, adultos e idosos não se refere exclusivamente a uma característica etária, mas a articulação desta modalidade com a diversidade sócio-cultural de seu público e que demanda uma educação que considere o tempo, o trabalho e a cultura dos mesmos.

1.2 Localização

O CEEBJA - Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos, está localizado na Rua Senador Salgado Filho, 555 - Centro - União da Vitória - Estado do Paraná, em frente à Cromoniquel Indústria e Comércio de Ferramentas LTDA.
Esta Instituição divide o prédio escolar com a Escola Municipal Vitória Fernandes.
Para quem vem dos bairros, há um ponto de ônibus a duas quadras do Colégio na Rua Manoel Estevão esquina com 1º de Maio.


1.3 Aspectos históricos


redeescola/escolas/29/2840/47770/arquivos/File/identificacao.pdf

 CES - CENTRO DE ESTUDOS SUPLETIVOS


 CEAD - CENTRO DE EDUCAÇÃO ABERTA, CONTINUADA, À DISTÂNCIA


 CEEBJA - CENTRO DE EDUCAÇÃO BÁSICA PARA JOVENS E ADULTOS

1.4 Imagens

Merendeiras



Equipe Administrativa















Validador

CSS válido!

Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito